Jacarezinho vive nova epidemia de dengue

Tribuna do Vale

Reprodução/Sesa-PR

Jacarezinho vive novamente o drama de enfrentar uma epidemia de dengue. De acordo com o boletim epidemiológico, divulgado ontem (28) pela Secretaria de Saúde do Paraná, o município tem confirmados 272 casos, números que o colocam em situação epidêmica.


Os casos, porém, podem já ter atingido um número bem superior a este, uma vez que o Estado contabiliza apenas os pacientes com confirmação pelo Lacen (Laboratório Central do Estado do Paraná). Logo, a situação pode ser ainda mais grave. Ainda segundo o boletim, 182 casos suspeitos foram descartados após exames.


Para se ter uma ideia do avanço da dengue em Jacarezinho, tanto no boletim da semana passada quanto no boletim da semana retrasada havia 107 casos confirmados no município. Já no informe do dia 7 de janeiro eram registrados 94 pacientes com a doença.


No último boletim de 2019, em 17 de dezembro, o Estado contabilizou 43 casos em Jacarezinho. Ou seja, em um intervalo de pouco mais de um mês o número de pacientes diagnosticados com dengue aumentou mais de 600%.


O secretário municipal de Saúde de Jacarezinho, Marcelo Nascimento e Silva, foi procurado insistentemente pela reportagem da Tribuna do Vale e por mensagem, afirmou que a “situação é crítica”, porém não respondeu a outras perguntas, como quais os bairros mais afetados e quais medidas serão tomadas para combater a epidemia.


CRONOLOGIA RECENTE


Claro que o problema não é recente. Além do histórico de enfrentar epidemias durante praticamente toda a última década, Jacarezinho já viveu uma epidemia de dengue em maio de 2019 e passou o ano todo em estado de alerta devido ao alto índice de infestação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue. Em novembro o risco de epidemia foi novamente emitido pelas autoridades.


REGIÃO


Entre os municípios atendidos pela 19ª Regional de Saúde de Jacarezinho, foram registrados um caso em Barra do Jacaré, quatro em Cambará, dois em Santo Antônio da Platina, dois em Tomazina e um em Wenceslau Braz.


Destes municípios, Cambará e Santo Antônio da Platina apresentam situação preocupante por apresentaram índices elevados de infestação do mosquito e já apresentarem notificações com casos confirmados.


ESTADO


No boletim de ontem o Estado também confirmou que o número de óbitos de pacientes com dengue subiu de dois para sete. O número de casos confirmados aumentou em 3.264: passou de 7.618 para 10.882 confirmações, um aumento de 42,82% em relação à semana anterior. São 198 municípios com casos confirmados para a doença.


São 34 municípios com epidemia (10 a mais que na semana passada) e 26 em situação de alerta (oito a mais que no penúltimo boletim). O governo do Paraná desenvolve neste momento várias ações de combate ao mosquito vetor em todas as regiões, coordenadas pelo Comitê Intersetorial de Controle da Dengue. “Todas as secretarias estaduais e órgãos públicos, além de entidades da sociedade civil organizada, participam das atividades de orientação sobre as medidas que visam, principalmente a eliminação dos criadouros do Aedes aegypti nos domicílios e imóveis públicos e comunitários”, afirmou o secretário Beto Preto.



Já nos segue nas redes sociais: Instagram, Facebook, Twitter e Youtube

Rua Coronel Batista, 595, centro
Jacarezinho-PR - CEP 86400-000

O conteúdo do PortalJNN é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

Whatsapp
E-mail

PortalJNN - A informação com ética e credibilidade desde 2007.